segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Secos e molhados.


Sentada na praia a moça olha o horizonte.

Mas ele não está azul, pois é inverno e o sol não arde.

O mar vem subindo cada vez mais, mas a moça apenas observa.

Tem horas que fica tentada a entrar, mas ela se mantém imóvel, sabe que o mar é traiçoeiro...

Nova onda se forma,

Porém a onda não é tão nova assim, o vento que a traz é bem familiar.

Tem algo de diferente nela, a onda nunca vem da mesma forma.

Hora é branda, hora violenta e pode levar para o fundo.

A sensação que ela traz é bem conhecida.

No entanto a reação que provoca não se pode prever.

Depende do lugar em que a moça se encontra, se ela está distraída e seu pé pouco profundo.

Sentada na praia a moça olha o horizonte.

Mas ele não está azul, pois é inverno e o sol não arde.

Mar que banha tantas praias, é fonte de amores, sonhos e de lágrimas.

Alguns gostam da maresia, outros da boca salgada.

Nova onda se forma,

Porém a onda não é tão nova assim, o vento que a traz é bem familiar.

A onda desse mar conhecido, muda a cada partida, no entanto é a mesma de cada chegada.

Não é límpida, não é rara, é rica em histórias, restos e almas.

A sensação que ela traz é bem conhecida.

No entanto a reação que provoca não se pode prever.

Seu banho morno às vezes agrada e faz a moça levantar.

Mas moça, não vá ao fundo do mar, que a água fica fria de tempos em tempos.

Há ressaca e oscilação.

Ela não se importa.

A onda inundou seus pensamentos.

Ela irá se molhar.


5 comentários:

Ademerson Novais disse...

Que bom sempre cair num onde as linhas nos prende..onde podemos visualizar as cenas como um filme em nossas cabeças....me senti assim neste seu canto....um navegador em eu mar..


Ademerson novais de Andrade

Jamylle disse...

Adoreei teu blogue! Tá lindo. *-*'

Daniel Braga disse...

Nossa.. seu blog é muito lindo. Adorei o que você escreveu. Me fez lembrar da musica "Como Uma Onda No Mar" do Lulu Santos.

~Obrigado pelo elogio no blog. Volte sempre.

*DB*

Herculano Neto disse...

Vivendo à deriva! Saudações.

Márcio Kindermann disse...

Gostei daqui, voltarei.
Abç